Instituto Brasileiro de Ação Responsável

Vídeos - VIII Fórum Nacional sobre Medicamentos no Brasil

E-mail Imprimir PDF

Clementina Moreira Alves

Medicamento também faz parte das ações em saúde

O Senado Federal sediou, no dia 8 de novembro de 2018, o VIII Fórum Nacional sobre Medicamentos no Brasil, promovido pelo Instituto Brasileiro de Ação Responsável. Ao dar as boas vindas aos participantes e debatedores, a presidente da instituição, Clementina Moreira Alves, destacou que os medicamentos integram um segmento que não se pode ignorar quando se trata de ações em saúde. “A boa estratégia é falarmos de prevenção, de qualidade e também, e cada vez mais, de inovação, acesso, regulação e regulamentação, para que nós, população brasileira, tenhamos acesso ao medicamento de ponta”, ponderou.


 Ministro da Saúde Ricardo Barros

Ministério quer incentivar produção nacional de medicamentos

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou da abertura do VIII Fórum Nacional sobre Medicamentos no Brasil. Em seu pronunciamento, Barros destacou as parcerias de desenvolvimento produtivo (PDP’s), além de acordos e contratos para estimular a produção nacional de medicamentos e insumos.



Peter Pitts

Ambientes regulatórios podem proteger a saúde pública

O pesquisador norte-americano, Peter Pitts, presidente do Center for Medicine in the Public Interest, foi um dos convidados do VIII Fórum Nacional sobre Medicamentos no Brasil, realizado pelo Instituto Brasileiro de Ação Responsável.  Em sua apresentação, Pitts ressaltou que os ambientes regulatórios podem e devem promover um ambiente de inovação, como protetores da saúde pública, bem como parceiros da indústria, médicos, farmacêuticos e pacientes no avanço de tecnologias. O evento foi realizado no auditório do Interlegis, no Senado federal, no dia 08 de novembro de 2016.


 Senador Hélio José

Mercado de medicamentos pode colaborar para vencer crise econômica

O senador Hélio José (PMDB-DF) destacou o mercado de medicamentos como um dos setores que pode ajudar o país a vencer a crise, uma vez que gera 75 mil empregos diretos e outros 500 mil indiretos. O parlamentar foi um dos integrantes da mesa de abertura do evento.


Deputado Hiran Gonçalves

Protocolos ajudam a evitar desperdício de medicamentos no Brasil

O deputado federal Hiran Gonçalves (PP/RR) alertou para a necessidade do uso de protocolos clínicos para melhorar a utilização de medicamentos no Brasil, onde avalia existir grande desperdício de fármacos. Em seu pronunciamento, o parlamentar afirmou que o brasileiro é levado a utilizar remédios de última geração para patologias que poderiam ser tratadas por medicamentos terapêuticos muito mais acessíveis à população e ao governo brasileiro.


Jarbas Barbosa

Regulação colabora para deixar medicamentos mais acessíveis

O diretor presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Jarbas Barbosa, defendeu a regulação econômica como instrumento para garantir que a precificação de novos medicamentos remunere desenvolvimento e pesquisa sem que se tornem inacessíveis.


Deputada Conceição Sampaio

Pesquisa, preço justo e acesso devem nortear setor de medicamentos

A deputada federal Conceição Sampaio (PP/AM), presidente da Comissão de Seguridade Social e Família, fechou a mesa de abertura do VIII Fórum Nacional sobre Medicamentos no Brasil citando a importância de se redescobrir caminhos no setor que garantam pesquisa, preço justo e acesso, com base na expectativa de vida da população. O fórum é uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Ação Responsável e foi realizado no dia 08 de novembro de 2016, no Senado Federal.


 Murilo Contó

Disponibilidade e custo são fundamentais para acesso a medicamentos 

Para que um medicamento exista e tenha um custo acessível existe uma série de ações que envolvem todo o ciclo do medicamento, como pesquisa, desenvolvimento e inovação. Essas ações foram o tema da palestra de Murilo Contó, consultor nacional da Área Técnica de Medicamentos e Tecnologia em Saúde da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS). O especialista foi um dos integrantes da mesa técnica Fórum.

 


 Clarice Petramale

Desafio é tornar acessível tecnologias incorporadas pelo SUS 

Embora mais de 160 tecnologias tenham sido incorporadas no Sistema Único de Saúde (SUS), nos últimos cinco anos, o maior desafio ainda é conseguir levar os medicamentos a todos municípios de maneira racional e economicamente viável. Esta foi a avaliação da diretora do Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Clarice Petramale.


 Bruno de Paula Coutinho

Tarefa da Anvisa é facilitar acesso a medicamentos 

Bruno de Paula Coutinho, especialista em regulação e vigilância sanitária, da Gerencia Geral de Medicamentos e Produtos Biológicos, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), explicou detalhes de cada etapa da regulação de produtos na agência reguladora e esclareceu que a principal tarefa é facilitar o acesso aos medicamentos.


  Flavia Trigueiro

Brasil está defasado em termos de patentes de medicamentos 

Flavia Trigueiro, coordenadora geral substituta de Patentes do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), foi uma das convidadas da mesa técnica do VIII Fórum Nacional sobre Medicamentos no Brasil. Em sua apresentação, a especialista destacou que o país está muito defasado em termos de depósito de patentes de medicamentos.


  Fabrizio Panzini

Cooperação e investimentos estrangeiros ajudariam setor de medicamentos no país 

O Brasil necessita de maior integração e inserção internacional, de acordo com Fabrizio Panzini, especialista em Negociações Internacionais da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Panzini explicou como os termos de cooperação e facilitação de investimentos estrangeiros podem ajudar o setor de medicamentos.


 

 Em  breve mais vídeos do VIII Fórum Nacional sobre Medicamentos no Brasil

  Para acessar textos, fotos e palestras do evento Clique Aqui

 


 


Estais aqui TV Ação Responsável